sábado, 12 de setembro de 2009

Santíssimo nome de MARIA: 12 de setembro.


Como era de costume entre os judeus, oito dias após a Santíssima Virgem nascer, os seus pais deram-lhe, inspirados por Deus, o nome de Maria. A liturgia, que celebra o Santíssimo nome de Jesus pouco dias após o Santo Natal, instituiu esta festa do Santíssimo Nome de Maria dentro da oitava da Natividade. A Espanha, por aprovação do pontífice, concedida em 1513, foi a primeira a celebrar a festa. Inocêncio XI, em 1683, estendeu-a a Igreja Universal, em ação de graças pela vitória alcançada por João Sobiesk, rei da polônia, sobre os turcos que tinham cercado Viena e ameaçavam o ocidente. O nome de Maria, que é hebreu, que dizer em português, senhora soberana. E a Senhora é realmente Soberana, em virtude da soberania que lhe foi concedida pelo filho, Rei e Soberano do Universo. Chamemos a Maria de Nossa Senhora, pelo título que chamamos a Jesus Nosso Senhor. Pronunciar o seu nome é afirmar o seu domínio, implorar o seu auxílio e colocarmo-nos debaixo da sua proteção maternal.

Carta das carmelitas de Haifa aos sacerdotes no Ano Sacerdotal


ROMA, quinta-feira, 10 de setembro de 2009 (ZENIT.org).- Neste Ano Sacerdotal, as carmelitas do mosteiro de Haifa, Israel, dirigiram uma carta a todos seus irmãos carmelitas do mundo. É uma carta de comunhão, reflexão e participação.

“Em nossa vocação –recordam as carmelitas– como carmelitas descalças, filhas de Santa Teresa d’Ávila, nossa mãe, a oração e a oferenda pela santidade dos sacerdotes é uma tarefa essencial. Por isto, o convite do Santo Padre a colocar no centro durante este ano vosso ministério nos interpela profundamente”.

As carmelitas de Haifa expressam em sua carta que se sentem reforçadas pela mensagem teresiana: “Todas ocupadas em orar pelos defensores da Igreja, os pregadores e os letrados que a defendem” (C. 1, 2).

Conscientes de um ponto primordial de sua vocação, as carmelitas manifestam nesta carta uma profunda gratidão para com seus irmãos, os sacerdotes.

“Hoje renovamos nosso compromisso de oferecer nossa súplica humilde para que sejais santos... Não há palavras para expressar dignamente nossa gratidão e nosso reconhecimento para com cada um... A todos e a cada um dizemos com simplicidade de coração: contem com a oração silenciosa e com a oferenda de suas irmãs”.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...