terça-feira, 15 de dezembro de 2009

Vida de Padre...


As pessoas estão acostumadas a observar a figura do sacerdote no altar de qualquer igreja católica, porém, se esquecem que atrás dos paramentos, temos também um homem, consagrado, mas um homem. Temos um exemplo disso, no poema: "oração do sacerdote no Domingo a tarde" do Padre Michel Quoist:

"Esta tarde, Senhor, estou sozinho. 
Na Igreja, pouco a pouco, os ruídos se calaram.
e Eu voltei para casa,
passo a passo, sozinho.
Cruzei com gente que voltava de um passeio.
Passei pelo cinema:
vomitava uma pequena multidão.
Vaguei ao longo dos terraços de cafés onde, 
cansados, os passeadores tudo faziam
para esticar um pouco mais
a alegria de viver de um domingo de festa.
Esbarrei nos garotos que jogavam bola na calçada,
os garotos, Senhor, 
os filhos dos outros, que nunca serão os meus 
e aqui estou, Senhor, sozinho.
O silêncio me dói, a solidão me dói, a solidão me oprime.
tenho 35 anos, Senhor, 
um corpo feito como os outros corpos,
braços moços para o trabalho,
um coração reservado para o amor.
mas tudo isso te dei. 
É verdade que de tudo precisavas,
tudo te dei, mas é duro Senhor,
é duro dar o próprio corpo: 
ele queria dar-se aos outros.
É duro amar toda gente e não possuir ninguém.
É duro apertar uma mão sem poder retê-la.
É duro fazer que brote uma afeição, mas para dá-la a ti.
É duro nada ser para si mesmo, a fim de ser tudo para eles.
É duro ser como os outros, entre os outros, 
e ser um outro!
É duro dar sem cessar, sem procurar receber.
É duro ir ao encontro dos outros 
sem que jamais alguém venha ao nosso encontro.
É duro sofrer os pecados dos outros,
sem poder recusar acolhê-los e carregá-los.
É duro receber os segredos, sem poder compartilhá-los.
É duro arrastar os outros sem cessar e nunca poder, 
um instante sequer, deixar-se arrastar pelos outros.
É duro sustentar os fracos 
sem poder apoiar-se sobre um forte.
É duro estar sozinho, sozinho diante de todos, 
sozinho diante do mundo, diante do sofrimento, do pecado
da morte".

(continua...)

Reze pelos padres, especialmente pelo sacerdote da sua paróquia!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...