segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

24 de Janeiro: São Francisco de Sales

Como se deve praticar a vida devota?

"Na criação. Deus Criador mandou as plantas que cada uma produzisse fruto conforme a sua espécie. Do mesmo modo, Ele ordenou aos cristãos plantas vivas de sua Igreja, que produzissem frutos de devoção, dada qual de acordo com a sua categoria, estado e vocação...Seria conveniente se os bispos quisessem viver na solidão como os cartuxos; que os casados não se preocupassem em aumentar seus ganhos mais que os capuchinhos; o operário passasse o dia todo na igreja como o religioso; e o religioso estivesse sempre disponível para todo tipo de encontros a serviço do próximo, como o bispo? Não seria ridícula, confusa e intolerável esta devoção?... A devoção, quando verdadeira, não prejudica ninguém; pelo contrário, tudo aperfeiçoa e consuma. E quando se torna contrária à legítima ocupação de alguém, é falsa, sem dúvida alguma".


São Francisco de Sales
Bispo e Doutor da Igreja, 
Rogai por nós!

Por que não... PADRE?



PORQUE CRISTO NÃO NALE À PENA, VALE A VIDA!!!

sexta-feira, 22 de janeiro de 2010

domingo, 17 de janeiro de 2010

II domingo do Tempo Comum: "Fazei tudo o que Ele vos disser!"

Evangelho (João 2,1-11)


O Evangelho de hoje nos remonta ao primeiro milagre de Jesus, nas Bodas de Caná. Evento que é connhecido por todos nós, logo, não gostaria de deter-me nele. Gostaria de concentrar a atenção sobre dois aspectos ligados entre si.
O trecho do Evangelho termina com esta frase: "Ele o realizou em Caná da Galileia e manifestou a sua glória, e seus discípulos creram nele" (Jo. 2, 11). Os discipulos creram porque viram os sinais prodigiosos cumpreidos pelo Mestre, não obstante, para alguns dentre eles isso não foi o bastante. Pensemos no comportamento de Pedro que chegou até mesmo negar o Senhor. Me vem à mente a frase que Jesus diz a Tomé, logo depois da Sua ressurreição: "Porque me viste, acreditaste. Felizes os que, sem  me terem visto, crerão" ( Jo 20, 29). Devemos tomar para nós esta exortação. Não tivemos a possibilidade de ver Jesus em "carne e osso", não O vimos operar milagres, mas sabemos que o Senhor nos prometeu que se confiarmos n'Ele não seremos decepcionados.
Certamente isso não é tão simples, frequentemente a vida nos reserva momentos de desconforto, nos quais tudo parece perdido. Mesmo que tudo tenha perdido o sentido, recordemos que Deus JAMAIS nos dá "as costas" e, talvez naquele momento não compreendamos o porquê desses acontecimentos, mas tudo faz parte dos desígnos que o Senhor tem para nós. E mesmo as coisas negativas contribuem para formar a pessoa que somos.
Que Maria seja para todos nós um exemplo da verdadeira fé. O segundo aspecto é a frase que Nossa Senhora dirige aos serventes: “Fazei o que ele vos disser” (Jo.2,5). Deus nos ama e não pode permanecer contra nós. Ele sabe também que somos homens, por isso, compreende e perdoa os nossos erros. O Senhor jamais nos deixa sozinhos. Procuremos não abendoná-lo. 
Extraído do blog italiano:





quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

Os defensores da Cruz...


Todos soubemos o que a Itália tem passado diante da  União Européia, com relação aos "sinais sagrados", em paricular, os crucifixos nas repartições públicas. Foi noticiado ainda pouco no blog Padres Inquietos que os italianos estão se organizando e fazendo para fazer resistência ante a decisão do Tribunal Europeu para os Direitos Humanos. A Itália está furiosa. A Igreja e o Estado suspeitam um ataque frontal contra os costumes cristãos. Na cidade de Nápoles podemos ler o graffiti seguinte nas paredes de muitos edifícios: "Se arrancares a cruz, arranco-te a mão". Não existe comunidade que não faça frente à sentença dos juízes de Estrasburgo. A Itália está unida.

Como sabemos, vivemos em um mundo glogalizado. Tudo o que ocorre na Europa, reflete tambéam aqui no Brasil. Não é de se admirar que já esteja tramitando no nosso congresso algum projeto que vise tirar das escolas e repartições públicas os símbolos cristãos católicos, especialmente o cricifíxo! A afirmação que se ouve é esta: "o Estado é laico!", mas não significa que seja um "Estado ateu" ou "anti-católico". Cada vez mais temos representantes políticos "evangélicos" e os que se dizem "católicos" só querem saber de esconder dinheiro em cuecas...! O que é lastimável!!! 

Morre a Dra. Zilda Arns Neumann


 
Fundadora da Pastoral da Criança, hoje implantada em 3.277 municípios, com 145 mil voluntários acompanhando um milhão e meio de crianças e 76.700 gestantes. Aos 75 anos, Zilda estava sempre pronta a sorrir quando falava de seus projetos para as crianças. Ria como os pequenos costumam fazer. Essa identidade, transformada em números ao longo dos últimos 26 anos, estabeleceu uma rede de esperança fantástica, que reúne estes voluntários e estende suas artérias por milhões de comunidades carentes e suas crianças pobres, levando a elas informação, recursos técnicos e alimentação.
 

 
Zilda faleceu na tarde da última terça-feira (12/01/2010), na capital do Haiti, Porto Principe, onde se encontrava  há três dias para a divilgação de seu trabalho. O  seu corpo foi encontrado sob os escombros pela embaixatriz do Brasil em Porto Príncipe, Roseana Teresa Aben-Athar Kipman. O velório e enterro serão em Curitiba, onde ela morou por mais de cinco décadas.
O BRASIL E O MUNDO PRECISAM DE MAIS MULHERES COMO ESTA!

Milagre alcançado pela intercessão de Beata australiana


Beata Mary MacKillop (1842-1909)
 
É a primeira beata australiana. Foi beatificada por João Paulo II em 1995 em Sydney, cidade que alberga seu santuário no subúrbio de North Sydney.Trabalhou na Austrália e Nova Zelândia, cavalgando de lugar em lugar por Penola, Adelaida, o interior do país e finalmente Sydney. É co-fundadora da ordem das Irmãs de São José do Sagrado Coração com o Padre Julian. Dedicou-se à educação católica das crianças.
Foi noticiado o 2º milagre alcançado por sua intercessão e, possívlemente sua canotização será neste ano.Vejam o vídeo:

Santa australiana
Santa australiana



AINDA DIZEM QUE MILAGRES NÃO EXISTEM...

sábado, 9 de janeiro de 2010

10/01/2010: Domingo do Batismo do Senhor


Com o Batismo de Jesus, se inalgura a Sua vida pública. Diz o Evangelho que Deus O reconhece como Seu Filho e, é a partir daquele instante o Cristo (o "Ungido de Deus") inicia a Sua missão: levar a cada homem a Salvação.
Jesus era o Filho de Deus e, como tal não teria necessidade de receber o Batismo, mas qusi viver plenamente a Sua humanidade. Como afirma São Paulo aos Filipensis:"Sendo Ele de condição divina,não se p´revaleceu de sua igualdade com Deus, mas aniquilou-se a si mesmo, assumindo a condição de escravo, assemelhando-se aos homens. E sendo reconhecido como homem, humilhou-se ainda mais, tornando-se obediente até a morte, e morte de cruz" (Fl.2,6-8). Jamais rejeitou a Lei com presunção, e aliás, Ele mesmo disse que veio para levá-la à plenitude e não abolí-la.
Me agrada muito um outro aspecto do Evangelho deste Domingo: "estando Ele (Jesus) a orar..." Jesus ora! Reza ao Pai. Mesmo Ele tem esta necessidade. Me pergunto: A oração é mesmo importante a nós? Muitas vezes acontece de esquecê-la, de descuidá-la, mas reconheçamos que é um modo privilegiado de nos relacionarmos com Deus.  
Que o bom Deus nos ajude a redescobrir a beleza de nos voltar a Ele, por meio da oração. 

Adaptado do blog La Parola della Domenica
Traduzido por Frater Henrioque Maria, sjs.

terça-feira, 5 de janeiro de 2010

Meditação Cristã...


Recentemente li um livro que me abriu os olhos para a dita "Meditação Cristã". Confesso que, a princípio, tinha uma resistência à essa idéia, pois sempre tive em mente que meditação fosse coisa das filosofias orientais que seguem a linha da Nova Era. Mas não se trata disso! É algo praticado pela Igreja desde os tempos da Patrística. O livro que li é de John Main, um monge beneditino. Vale à pena ser lido!Este livro nasceu de conferência proferida na abadia de Gethsêmani, onde Thomas Merton viveu. Como iniciação à oração e à prática cristã, este livro é insuperável em simplicidade e testemunho de vida.
Por que não começar a meditar também?  Por falar nisso, existe a Com. Mundial de Meditação Cristã que há mais de 30 anos forma núcleos de Meditação por todo o mundo.





segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

Rede social expulsa gordos

"O essencial é invisível aos olhos." Esta célebre frase de Antoine de Saint-Exupéry é antiga mas é sempre atual. Foi noticiado pelo portal da  MSN que um site (beautifulpeople.com) de relacionamentos expulsou 5 mil usuários denunciados por outros membros como gordos. Pois os ditos "gordinhos", denunciados por outros usuários, saríram dos padrões de beleza (fúteis, por sinal) ditados por nossa  sociedade.O site afirma que'gente feia' não tem acesso e se orgulha disso.  Prova do  forte hedonismo que está tão presente em nosso meio: se alguém não me agrada, devo despresá-lo, como se fosse um como de plástico furado. Isso é lamentável!Precisamos ser valorizados pelo que somos e não pelo que aparentamos ser. Pois o  que é tido como "beleza" vai passar e acaba.

Jovem coragem!

Recentemente encontrei um blog que achei de extrema utilidade. É o blog Juventude Coragem. Este movimento (se é que posso chamá-lo assim) tem mudado a vida de inúmeros jovens que estão no terrível dilema da homoxessualidade. Seu objetivo é " tornar conhecido o trabalho realizado por vários sacerdotes e leigos, tanto nos Estados Unidos como na América Latina, que ajudam pessoas com atrações pelo mesmo sexo a viverem dignamente sua condição de filhos e filhas de Deus". Pena que aqui no Brasil ainda não existam esses núcleos de apoio à aqueles que desejam mudar de vida...


 Jesus sempre está disposto a acolher a todos, sem preconceitos!

domingo, 3 de janeiro de 2010

Salmo 117 - Canto de alegria e salvação (Meditação do Pp. João Paulo II).


Salmo 117(118)

Canto de alegria e salvação
Ele é a pedra, que vós, os construtores, desprezastes, e que se tornou a pedra angular (At
4,11).


1 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
'Eterna é a sua misericórdia!' –

2 A casa de Israel agora o diga: *
'Eterna é a sua misericórdia!'
3 A casa de Aarão agora o diga: *
'Eterna é a sua misericórdia!'
4 Os que temem o Senhor agora o digam: *
'Eterna é a sua misericórdia!'

5 Na minha angústia eu clamei pelo Senhor, *
e o Senhor me atendeu e libertou!
6 O Senhor está comigo, nada temo; *
o que pode contra mim um ser humano?
7 O Senhor está comigo, é o meu auxílio, *
hei de ver meus inimigos humilhados.

8 É melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que pôr no ser humano a esperança;

9 é melhor buscar refúgio no Senhor, *
do que contar com os poderosos deste mundo!'
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

10 Povos pagãos me rodearam todos eles, *
mas em nome do Senhor os derrotei;
11 de todo lado todos eles me cercaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei;

=12 como um enxame de abelhas me atacaram, †
como um fogo de espinhos me queimaram, *
mas em nome do Senhor os derrotei.
13 Empurraram-me, tentando derrubar-me, *
mas veio o Senhor em meu socorro.
14 O Senhor é minha força e o meu canto, *
e tornou-se para mim o Salvador. –

15 'Clamores de alegria e de vitória*
ressoem pelas tendas dos fiéis.
=16 A mão direita do Senhor fez maravilhas, †
a mão direita do Senhor me levantou, *
a mão direita do Senhor fez maravilhas!'

17 Não morrerei, mas, ao contrário, viverei *
para cantar as grandes obras do Senhor!
18 O Senhor severamente me provou, *
mas não me abandonou às mãos da morte.  
– Glória ao Pai e ao Filho e ao Espírito Santo. *
Como era no princípio, agora e sempre. Amém. Aleluia.

19 Abri-me vós, abri-me as portas da justiça; *
quero entrar para dar graças ao Senhor!
20 'Sim, esta é a porta do Senhor, *
por ela só os justos entrarão!'
21 Dou-vos graças, ó Senhor, porque me ouvistes *
e vos tornastes para mim o Salvador!

22 'A pedra que os pedreiros rejeitaram, *
tornou-se agora a pedra angular.
23 Pelo Senhor é que foi feito tudo isso: *
Que maravilhas ele fez a nossos olhos!
24 Este é o dia que o Senhor fez para nós, *
alegremo-nos e nele exultemos!

25 Ó Senhor, dai-nos a vossa salvação, *
ó Senhor, dai-nos também prosperidade!'
 –26 Bendito seja, em nome do Senhor, *
aquele que em seus átrios vai entrando!
 – Desta casa do Senhor vos bendizemos. *
27 Que o Senhor e nosso Deus nos ilumine! –

– Empunhai ramos nas mãos, formai cortejo, *
aproximai-vos do altar, até bem perto!
28 Vós sois meu Deus, eu vos bendigo e agradeço! *
Vós sois meu Deus, eu vos exalto com louvores!
29 Dai graças ao Senhor, porque ele é bom! *
'Eterna é a sua misericórdia!' 






Em todas as festividades mais significativas e alegres do antigo judaísmo – em particular na celebração da Páscoa – se cantava a seqüência dos Salmos que vão do 112 ao 117. Esta série de hinos de louvor e agradecimento a Deus era chamada Hallel egípcio, porque em um deles, um Salmo 113 A, era evocado de modo poético e quase visível o êxodo de Israel da terra da opressão, o Egito faraônico e o maravilhoso dom da Aliança divina. Se bem que, o último Salmo que sugere este Hallel egípcio é mesmo o Salmo 117, agora proclamado por nós (na Liturgia das Horas).
Este cântico revela claramente um uso litúrgico dentro do templo de Jerusalém. Na sua trama, de fato, se dar uma procissão que se inicia entre as tendas dos fiéis (v. 15), isto é, nas casas dos justos. Estes exaltam a proteção da mão divina, capaz de amparar que é reto mesmo quando surgem adversários cruéis. A imagem usada pelo salmista é expressiva: Como um enxame de abelhas me atacaram, como um fogo de espinhos me queimaram, mas em nome do Senhor os derrotei (v.12). Diante desse grande perigo, o povo de Deus prorrompe em clamores de alegria e de vitória (v.15) em honra da mão direita do Senhor que fez maravilhas (cf. v. 16). Possui a sabedoria de não estarmos jamais sozinhos, em batalha desencadeada por ímpios. A ultima palavra, na verdade, é sempre a de Deus, que permite a prova dos seus fiéis, mas não os abandona às mãos da morte (cf. v.18).
Neste ponto, a procissão alcança a meta desejada pelo salmista por meio das portas da justiça (v.19). Isto é, da porta santa do templo de Sião. A procissão acompanha o herói ao qual Deus deu a vitória. Ele pede que lhe sejam abertas as portas, para que possa dar graças ao Senhor (v.19). Com ele entram os justos (v. 20). Para exprimir a dura prova que superaram e a glorificação que a resulta, ele compara a si mesmo a uma pedra que os pedreiros rejeitaram que depois tornou-se a pedra angular (v.22). Cristo mesmo assumirá esta imagem e este versículo, ao fim da parábola dos vinhateiros homicidas, para anunciar a sua Paixão e a sua glorificação (cf. Mt. 21,42).
Aplicando o Salmo a si mesmo, Cristo abre caminho à interpretação cristã deste hino de confiança e de gratidão ao Senhor pelo seu hesed, ou seja, a sua fidelidade amorosa que perpassa todo o Salmo (cf. Sl. 117, 1.2.3.4.29). Os símbolos adotados pelos Padres da Igreja são dois. O primeiro deles, é o da porta da justiça, que São Clemente de Roma na sua Carta aos Coríntios assim comentava: “Muitas são as portas abertas, mas a da justiça está em Cristo. Felizes são todos aqueles que entram por ela e dirigem os seus caminhos na santidade e na justiça, tudo fazendo tranqüilamente”.
O outro símbolo, unido ao primeiro, é o da pedra. Nos deixemos, então, nos guiar em nossa meditação por Santo Ambrósio em sua Exposição do Evangelho segundo Lucas. Comentando a profissão de fé de Pedro em Cesárea de Filipe ele recorda que “Cristo é a pedra” e “mesmo ao seu discípulo, Cristo não recusou este belo nome, de modo que também ele seja Pedro, para que tenha a partir da pedra a salvação, a fé inabalável”.
Ambrósio introduz, então, à exortação: “Esforça-te para ser também tu uma pedra. Para isso, não procura fora, mas dentro de ti a pedra. A tua pedra são as tuas ações, a tua pedra é o teu pensamento. Sobre esta pedra é edificada a tua casa, para que não venha a ser  flagelada por nenhuma tempestade de espíritos maus. Se serás uma pedra, serás dentro da Igreja, porque a Igreja está sobre a está sobre a Pedra. Se estás dentro da Igreja,  as portas do inferno não prevalecerão contra ti”.

Pp. João Paulo II
Audiência Geral de 12 de Fev. de 2003.
Rivista Ecclesia Mater, nº 3; pp.05-07; Editrice Istituto Suore Figlie della Chiesa, 2003, anno XLI.
Tradução: Frater Henrique Maria Nascimento, sjs.

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

1º de Janeiro: Maria Mãe de Deus!








SANTA MARIA, MÃE DE DEUS, ROGAI POR NÓS PECADORES, AGORA E NA HORA DA NOSSA MORTE. AMEM!
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...