domingo, 18 de abril de 2010

19 de Abril: Aniversário de eleição do Papa Bento XVI

Rezemos neste dia pelo nosso Santo Padre que completa 05 anos à frente da Igreja:

"Ó Deus, que na série dos sucessores de São Pedro,
escolhestes o vosso servo bento 
como vigário de Cristo na Terra 
e pastor de todo o rebanho,
fazei que ele confirme os irmãos, e toda a Igreja esteja 
em comunhão com ele no vínculo da unidade, do amor e da paz,
para que todos os homens recebam de vós,
Pastor e Bispo das almas,
a Verdade e a Vida eterna.
Por Cristo, Nosso Senhor.
AMÉM".

Revista PERGUNTE E RESPONDEREMOS, Ano XLVI, nº.515, Maio/2005.


O Papa Bento XVI é:

BISPO DE ROMA,
Vigário de Cristo,
Sucessor do Príncipe dos Apóstolos,
Sumo Pontífice da Igreja Universal (a única e verdadeira!),
Patriarca do Ocidente,
Primaz da Itália,
Arcebispo e Metropolita da Província de Roma,
Soberano do Estado da Cidade do Vaticano,
e Servo dos Servos de Deus.

Papa Bento, os servos de Maria vos apoiam!!!



sábado, 17 de abril de 2010

16 de Abril: Aniversário natalício do Papa Bento XVI


Hoje o nosso Pontífice completa 83 anos de idade. Como cristãos católicos é importante rezar por ele, que enfrenta tantas dificuldades, pois segura o leme da barca de Jesus no lugar de Pedro.

quarta-feira, 14 de abril de 2010

Maria, Santa de todos os santos...


Como o orvalho da manhã rega o chão árido e sedento, regai nossa vida com Vossa Maternidade, para que sejamos geradores de vida e de esperança! Nos caminhos da Santidade, Maria é nosso modelo! É a Santa de todos os santos. Dela, aprendemos os valores mais profundos do Evangelho e que nos conduzem à Santidade: disponibilidade, vontade de Deus em primeiro lugar, caridade, escuta atenta do Evangelho. Nossa vocação é para a Santidade e também sermos imaculados diante de Deus. Nosso coração deve palpitar de ternura para com Deus e com os irmãos. somos amados por Ele, que não tem medo de apostar em nós, frágeis seres humanos , sujeitos às vicissitudes desta vida. 
Ó MÃE, rogai por nós que somos mais fracos que nossos próprios desejos, e ajudai-nos a fazer da vida uma oblação, como Vós fizestes!

Revista litúrgica DEUS CONOSCO dia-a-dia, Ano 05, nº 59,2006.

segunda-feira, 12 de abril de 2010

Papa lamenta tragédia no Rio de Janeiro.

Foi noticiando ontem pela Zenit em carta a solidariedade do Santo Padre às vítimas da tragédia ocorrida no Rio de Janeiro na semana passada:

Em nota enviada ao arcebispo do Rio de Janeiro, Dom Orani João Tempesta, nessa quinta-feira, assinada pelo secretário de Estado, cardeal Tarcisio Bertone, o Papa afirma que foi informado “sobre as trágicas consequências das inundações que semearam luto e devastação em tantas famílias do Estado do Rio de Janeiro”.
“O Sumo Pontífice deseja assegurar a toda comunidade local a sua solicitude, recomendando as vítimas à misericórdia de Deus e suplicando conforto e apoio para suas famílias, para os feridos e quantos perderam seus bens”, afirma o texto.
“Para todos os provados por este drama, sem esquecer-se das pessoas que participam na obra de socorro e assistência, Sua Santidade Bento XVI invoca reconfortantes graças divinas em penhor das quais lhes concede paterna benção apostólica”, encerra o texto do secretário de Estado vaticano.
A CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil) também divulgou uma nota nessa quinta-feira, em que afirma que acompanha, “consternada e com profunda dor, a tragédia causada pelas chuvas que castigaram o Estado do Rio de Janeiro, nestes últimos dias, deixando o triste saldo de milhares de desabrigados e centenas de mortos”.
“Reputamos como irreparáveis a dor e o sofrimento dos que perderam familiares, amigos, casa e os bens que lhes permitiam viver com dignidade.”
“A compaixão, manifestada nos incontáveis gestos da solidariedade que nascem espontaneamente do povo brasileiro, há de ser um remédio a amenizar a dor e animar a esperança dos que foram mais diretamente atingidos por esta calamidade sem precedentes no Estado Fluminense”, afirma a nota da CNBB.
O organismo episcopal manifestou seu apoio às Campanhas lançadas pelas Arquidioceses do Rio de Janeiro e de Niterói em favor das vítimas.
“Junto com nossa doação, intensifiquemos também nossa oração suplicando a Deus que conforte e console o coração de todos que, neste momento, por causa da dor, são desafiados em sua fé e em sua esperança”, diz o texto.

domingo, 11 de abril de 2010

Filme de Santa Faustina Kowalska


Link para o filme em espanhol:  Clique aqui.

Como recitar um Salmo de modo inteligente e com grande cuidado.

Para recitar os Salmos de modo inteligente é necessário estudá-los, ao menos um pouco e ao menos examinar os muitos passos do Novo Testamento (NT), o qual faz muitas referências dos Salmos. Os Salmos, assim, como o livro do Êxodo e o livro do profeta Isaías, são os mais citados. E, a parir do momento que o NT os menciona, interpretando-os, nos ajuda a entendê-os melhor.
Não são simplesmente antigas orações que conservaram a sua antiga riqueza com o passar dos séculos, se bem que, as Orações do povo de Deus a Caminho hoje nos dizem o que devemos pedir ao Senhor, o que devemos desejar e esperar. 

Todavia, é verdade que recitamos os Salmos na Liturgia das Horas, não experimentamos as vezes grande devoção. Talvez porque estamos cansados, ou porque ao recitá-los todos os dias, não conseguimos experimentá-los. Nos deixemos guiar por Santo Inácio de Loiola , que nos propõe diversos modos de rezar. 
Distingo, assim, três momentos aplicáveis a todas as orações vocais:
  • Na vida há momentos particulares de tensões espirituais, ou de grande sofrimentos nos quais, como para Jesus na Cruz, cada palavra no Salmo tem um significado profundo de salvação, que nos nutre e nos sustenta.  Recitando os Salmos  podemos descansar sobre aquela palavra que nos tocou mais, que exprime o nosso estado de alma, o nosso desejo de perdão, de ajuda, de esperança a nossa alegria e aumenta a nossa devoção.
  • Há também, momentos de tranqüilidade, nos quais, recitando os Salmos, não percebemos a necessidade de nos aprofundar no significado de cada versículo. A nossa mente e o nosso coração se deixam envolver por uma onda de uma devoção intensa, juntamente com uma calma.
  • Há ainda um terceiro modo de oração que é esclarecido gradualmente... (Este modo é utilizado por monges da Igreja Católica Oriental.) Para os orientais, a simples pronúncia da palavra de Deus, purifica a boca e o coração. Temos como exemplo, o que nos acontece durante a recitação do Terço ou Rosário: não pomos a atenção a cada expressão das Ave-Maria, mas a repetição purifica o coração, dando tranqüilidade e paz. (Podemos fazer o mesmo com as palavras/versículos dos Salmos!).
É como um terreno, onde as flores da oração crescem por obra do Senhor. Nós oferecemos o terreno e mesmo este é um modo de rezar com devoção. 
    Existem, contudo, modos e tempos diferentes e o Senhor nos sugerirá, vez por vez, qual é o mais apropriado para a atitude interior ou para o estado de alma no qual nos encontramos.

    Cardeal Carlo Maria Martini, em "Il desiderio di Dio, pregare i salmi".
    Tradução: Frater Henrique Maria, sjs.



    quarta-feira, 7 de abril de 2010

    Exegese e reflexão dos Salmos com Cardeal Martini.

    Neste mês de Abril, passaremos a publicar algumas reflexões sobre os Salmos com o Cardeal Carlo Maria Martini , anida um dos grandes teólogos-biblistas da atualidade. Isto, dando continuidade às reflexões sobre o livro dos Salmos que nos propomos a fazer já há algum tempo.



    AGUARDEM...

    domingo, 4 de abril de 2010

    Bênção Apostólica Urbi et Orbi, Páscoa de 2010.


    Urbi et Orbi ("à cidade [de Romae ao mundo") é a benção de Páscoa e Natal, com as quais o Papa se dirige ao público em geral na Praça de São Pedro.
    É realizada da varanda central da Basílica de São Pedro (a Varanda das bênçãos) decorada com cortinas e o trono do Papa colocado lá, sendo que ele é revestido com ornamentos solenes (mitratiara e etc) e é precedido por um cruz processional e acompanhado por cardeais diáconos. A principal característica desta bênção aos fiéis é que concede uma penitência e uma indulgência plenária sob as condições definidas pelo direito canónico (ter confessado e recebido a comunhão, e não ter caído em pecado mortal).
    Fonte: Wikipédia.


    sábado, 3 de abril de 2010

    Domingo 04 de Abril: Páscoa da Ressurreição

    "A morte foi tragada pela vitória (Is 25,8). Onde está, ó morte, a tua vitória? Onde está, ó morte, o teu aguilhão (Os 13,14)?"
    (ICor. 15,55).

    sexta-feira, 2 de abril de 2010

    Sexta feira Santa: O Senhor se entrega por Nós!


    "Adoramos, Senhor, Vosso madeiro,

    Vossa ressurreição nós celebramos.

    A alegria chegou ao mundo inteiro,

    pela cruz que nós hoje veneramos!"

    (Liturgia das Horas: Laudes da 6ª feira santa).


    quinta-feira, 1 de abril de 2010

    CNBB se pronuncia em solidariedade ao Papa


    Quinta feira Santa: Instituição do Sacerdócio.

    Rezemos pelas vocações sacerdotais!


    Oração pelas vocações sacerdotais:
     Ó Jesus, Divino Pastor das almas, que chamastes os apóstolos para fazer deles pescadores de homens. Atraí a Vós jovens ardentes e generosos, para torná-los Vossos seguidores e Vossos ministros. Fazei que eles participem de Vossa sede de redenção universal, pela qual renovais sobre os altares o Vosso sacrifício.
    Vós, ó Senhor, " sempre vivo a interceder por nós"( Hb 7,25), abri para eles os horizontes do mundo inteiro, onde a silenciosa súplica de tantos irmãos pede luz de verdade e calor de amor, a fim de que, respondendo ao Vosso chamamento, continuem aqui na terra a Vossa missão, edifiquem o Vosso Corpo Místico que é a Igreja e sejam " sal da terra" e " luz do mundo". Amém.


    Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...