domingo, 26 de setembro de 2010

Último domingo de setembro: Dia da Bíblia

A Igreja Católica denomina o mês de setembro como o “Mês da Bíblia”. E amanhã (ultimo domingo de setembro) celebraremos o Dia da Bíblia na Igreja Católica. 

O dia surgiu nas comemorações do cinquentenário da Arquidiocese de Belo Horizonte (MG), em 1971, por iniciativa das Irmãs Paulinas e do Padre Antonio Gonçalves, entre outras pessoas. O dia foi propagado pela editora católica Paulinas até ser reconhecido pela Confederação Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), em 1978. A cada ano, um tema bíblico é escolhido para ser estudado pela comunidade católica durante todo o mês.

O mês foi escolhido porque no dia 30 de setembro os católicos comemoram o dia de São Jerônimo, considerado o padroeiro dos estudos bíblicos, por ser um grande estudioso da palavra de Deus e responsável pela Vulgata, a tradução da Bíblia para o latim.

Segundo as Irmãs Paulinas, o objetivo da criação do Mês da Bíblia é “contribuir para o desenvolvimento das diversas formas de presença da bíblia, na ação evangelizadora da Igreja, no Brasil, criando subsídios bíblicos nas diferentes formas de comunicação e facilitando o diálogo criativo e transformador entre a palavra, a pessoa e as comunidades”.

É uma pena que tão poucos católicos conheçam o valor deste livro tão antigo e tão especial! Demoraram alguns séculos para que a Igreja Católica chegasse à forma final da Bíblia, com os 73 livros como temos hoje. Em vários Concílios, ao longo da história, a Igreja, assistida pelo Espírito Santo (cf. Jo 16,12-13) estudou e definiu o Índice (cânon) da Bíblia; uma vez que nenhum de seus livros traz o seu Índice. Foi a Igreja Católica quem berçou a Bíblia. Garante-nos o Catecismo da Igreja e o Concílio Vaticano II que: “Foi a Tradição apostólica que fez a Igreja discernir que escritos deviam ser enumerados na lista dos Livros Sagrados” (Dei Verbum 8; CIC,120). Portanto, sem a Tradição da Igreja não teríamos a Bíblia. Santo Agostinho dizia: “Eu não acreditaria no Evangelho, se a isso não me levasse a autoridade da Igreja Católica” (CIC,119).

FIZ QUESTÃO DE BUSCAR ESTA FOTO NA NET, ONDE APARECE UM TERÇO SOBRE A BÍBLIA, PARA DEMONSTRAR ILUSTRAR A IDEIA DE QUE TUDO O QUE MEDITAMOS NO ROSÁRIO ESTÁ CONTIDO NAS ESCRITURAS! O que teimosamente nossos irmãos evangélicos negam.





Hoje falava ao meu grupo de coroinhas que hoje, mais do que nunca, é necessário que os jovens saiam da IGNORÂNCIA CULPOSA e passem a conhecer a Bíblia. É nela que estão contidas as Promessas de Deus para nós. Pois está escrito: "Lâmpada para meus passos é tua palavra e luz no meu caminho". Sl.119,105.

Fonte parcial: Portal São Francisco
Site Irmãs Paulinas 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...