terça-feira, 14 de fevereiro de 2012

Ministra feminista nega ter feito curso de aborto na Colômbia

Depois que foi nomeada como ministra da Secretaria para a as Mulheres, a sra. Eleonora Monicucci tem sido como que constantemente denunciada como sendo pró-aborto. No Facebook tem ocorrido uma grande campanha contra tal ministra. E hoje, 14 de fev. foi noticiado pelo Estadão que a citada ministra nega as acusações de ter feito um "curso de aborto" na Colômbia, anos atrás, quando era militante em uma organização feminista que lutava pelos ditos "direitos" da mulher em 1995, a qual ela mesma teria fundado. Bem, gostaria de dar minha pequena opinião sobre o assunto, apesar de não estar envolvido na área da saúde. Gostaria de manifestar o que penso, como cidadão brasileiro. Não é de se esperar que nossa Presidenta ponha pessoas que são ex-militantes de esquerda em cargos do governo. Visto que, ela mesma foi uma nos tempos da Ditadura Militar. O que questiono é a ética e moralidade dessas pessoas, em particular a ministra da Secretaria para as Mulheres. Não quero acusar a nossa Presidenta de ter feito isso de caso pensado (lembremo-nos de todo o barulho que houve em sua campanha eleitoral em 2010). Mas questiono que nós, como cristãos católicos, podemos fazer quanto a isso? Existe uma bancada evangélica no Congresso Nacional que está se movimentando contra a ministra, mas e nós católicos, quem nos representa?  Precisamos de pessoas católicas engajadas na política que tenha compromisso com amoralidade e com a Caridade Fraterna.


Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...