quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Oração de aceitação dos traços da personalidade


Meu Pai, eu me abandono em Vós! Entrego-me em Vossas mãos com o pouco que sou. Assumo e amo esta pequena luz de minha inteligência. Em Vossa vontade assumo e amo o mistério de minhas limitações. Não quero mais ficar triste por minha insignificância. Agradeço-Vos por me terdes feito capaz de pensar o que penso. Obrigado pela memória!

Em Vossas mãos, meu Pai, eu me entrego com o pouco que sou. Armazenei, durante anos, rancor e frustrações contra meu modo de ser. Sentia melancolia e tanta depressão, tanta timidez e orgulho! Meu Deus não escolheu nada disso. Puseram-me aos ombros uma cruz pesada. Não gosto desse meu modo de ser. Mas não posso soltar-me dele como quem tira uma roupa. Meus Deus, não quero mais guerras dentro de mim; quero paz e reconciliação.

Em Vosso amor, eu assumo e amo essa personalidade estranha e contraditória. Faça-se a Vossa vontade.  Em Vosso amor, eu assumo e amo tantas coisas em mim mesmo que não me agradam, uma por uma, lentamente... (nominá-las aqui). Jesus, sede o meu “bom Cirineu”, ajudai-me a levar minha cruz. Obrigado pela vida! Obrigado pela alma! Obrigado pelo meu destino eterno! Meu Pai, eu me abandono em Vós.

Amém.


Frei Inacio Larrañaga.
Do livro: Mostra-me o teu rosto, pp. 171-172; Ed. Paulinas.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...