segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Por que um CRISTÃO - CATÓLICO NÃO DEVE VOTAR NO PT???


O conteúdo abaixo foi extraído do Blog Carmadélio

1. Existe algum partido da Igreja Católica?
A Igreja, justamente por ser católica, isto é, universal, não pode estar confinada a um partido político. Ela “não se confunde de modo algum com a comunidade política”[2] e admite que os cidadãos tenham “opiniões legítimas, mas discordantes entre si, sobre a organização da realidade temporal”[3].
2. Então os fiéis católicos podem-se filiar a qualquer partido?
Não. Há partidos que abusam da pluralidade de opinião para defender atentados contra a lei moral, como o aborto e o casamento de pessoas do mesmo sexo. “Faz parte da missão da Igreja emitir juízo moral também sobre as realidades que dizem respeito à ordem política, quando o exijam os direitos fundamentais da pessoa ou a salvação das almas”[4].
3. O Partido dos Trabalhadores (PT) defende algum atentado contra a lei moral?
Sim. No 3º Congresso do PT, ocorrido entre agosto e setembro de 2007, foi aprovada a resolução “Por um Brasil de mulheres e homens livres e iguais”, que inclui a “defesa da autodeterminação das mulheres, da descriminalização do aborto e regulamentação do atendimento a todos os casos no serviço público”[5].
4. Todo político filiado ao PT é obrigado a acatar essa resolução?
Sim. Para ser candidato pelo PT é obrigatória a assinatura do Compromisso Partidário do Candidato ou Candidata Petista, que “indicará que o candidato ou candidata está previamente de acordo com as normas e resoluções do Partido, em relação tanto à campanha como ao exercício do mandato” (Estatuto do PT, art. 140, §1º[6]).
5. Que ocorre se o político contrariar uma resolução do Partido como essa, que apoia o aborto?
Em tal caso, ele “será passível de punição, que poderá ir da simples advertência até o desligamento do Partido com renúncia obrigatória ao mandato” (Estatuto do PT, art. 140, §2º). Em 17 de setembro de 2009, dois deputados foram punidos pelo Diretório Nacional. O motivo alegado é que eles “infringiram a ética-partidária ao ‘militarem’ contra resolução do 3º Congresso Nacional do PT a respeito da descriminalização do aborto”[7].
6. O PT agiu mal ao punir esses dois deputados?
Agiu mal, mas agiu coerentemente. Sendo um partido abortista, o PT é coerente ao não tolerar defensores da vida em seu meio. A mesma coerência devem ter os cristãos não votando no PT.
7. Mas eu conheço abortistas que pertencem a outros partidos, como o PSDB, o PMDB, o DEM…
Os políticos que pertencem a esses partidos podem ser abortistas por opção própria, mas não por obrigação partidária. Ao contrário, todo político filiado ao PT está comprometido com o aborto.
8. Talvez haja algum político que se tenha filiado ao PT sem prestar atenção ao compromisso pró-aborto que estava assinando…
Nesse caso, é dever do político pró-vida desfiliar-se do PT, após ter verificado o engano cometido.
9. Que falta comete um cristão que vota em um candidato de um partido abortista, como o PT?
Se o cristão vota no PT consciente de tudo quanto foi dito acima, comete pecado grave, porque coopera conscientemente com um pecado grave.
O Catecismo da Igreja Católica ensina sobre a cooperação com o pecado de outra pessoa: “O pecado é um ato pessoal. Além disso, temos responsabilidade nos pecados cometidos por outros, quando neles cooperamos: participando neles direta e voluntariamente; mandando, aconselhando, louvando ou aprovando esses pecados; não os revelando ou não os impedindo, quando a isso somos obrigados; protegendo os que fazem o mal”[8]. Ora, quem vota no PT, de fato aprova, ou seja, contribui com seu voto para que possa ser praticado o que constitui um pecado grave.

Em síntese:
Um cristão não pode apoiar com seu voto um candidato comprometido com o aborto:
– ou pela pertença a um partido que obriga o candidato a esse compromisso (é o caso do PT)
– ou por opção pessoal.
Extraído da edição n. 133 do boletim “Aborto. Faça alguma coisa pela vida”, do Pró-Vida de Anápolis, publicada em 12 de junho de 2010. Foram atualizadas as citações, de acordo com o novo Estatuto do PT, assim como os endereços da Internet.

Concílio Vaticano II, Constituição Pastoral “Gaudium et Spes”, n. 76.
Concílio Vaticano II, Constituição Pastoral “Gaudium et Spes”, n. 75.
Catecismo da Igreja Católica, n. 2246, citando “Gaudium et Spes, n. 76.
  Resoluções do 3º Congresso do PT, p. 80. in: http://www.pt.org.br/arquivos/Resolucoesdo3oCongressoPT.pdf
  Estatuto do Partido dos Trabalhadores, Redação final aprovada pelo Diretório Nacional em 09/02/2012, in:http://www.pt.org.br/arquivos/ESTATUTO_PT_2012_-_VERSAO_FINAL.pdf
  DN suspende direitos partidários de Luiz Bassuma e Henrique Afonso, 17 set. 2009, in:http://pt.jusbrasil.com.br/politica/3686701/dn-suspende-direitos-partidarios-de-luiz-bassuma-e-henrique-afonso
Catecismo da Igreja Católica, n. 1868.

5 comentários:

Anônimo disse...

Olá,

O que este site divulga não é verídico. Além de tudo uma série de citações sem provas.

Como somos pessoas da base do diálogo, solicito que as inverdades sejam corrigidas e se há algo que o site não possua provas que o retire.

Caso contrário vamos processar o site e os responsáveis até a sexta-feira.

Estamos abertos ao diálogo e ao debate de idéias e posições. Não a falas injustas, sem fundamentos e sem provas.


Obrigado

Frt. Henrique Maria,sjs disse...

Caro leitor ANONIMO,

Como descrevo no inicio da postagem do blog, o artigo não me pertence, mas sim ao movimento pró-vida de Anápolis-GO. Vários outros blogs e sites o repostaram antes de mim e não nos responsabilizamos pelo seu conteúdo. Apesar de concordar com o mesmo. Já que as ditas "acusações" são inverdades e infundadas, por que não nos manda uma réplica escrita? Que nós o postaremos em nosso blog. Abaixo vai um elenco de blogs que veiculam o mesmo artigo:

http://oandarilho01.wordpress.com/2012/09/13/arquidiocese-do-rio-de-janeiro-contra-a-cultura-da-morte/

http://conservador.blog.br/2012/09/posso-votar-no-pt-uma-questao-moral.html#.UHSKay5X2n0

http://claravalcister.blogspot.com.br/2012/09/posso-votar-no-pt-uma-questao-moral.html

http://libertatum.blogspot.com.br/2012/09/posso-votar-no-pt-uma-questao-moral.html

http://vaticanplayer.blogspot.com.br/2012/09/posso-votar-no-pt-uma-questao-moral_25.html

Agora, não nos deveria ameaçar de um processo, visto que estamos em um país livre, com liberdade de expressão. Onde ficam nossos direitos???

Jonathan T. Alves disse...

Caro Anônimo,
Não tente assustar alguém com ameaça de protesto por inverdade, quando a própria ameaça está toda encharcada de inverdades! Isso é feio tanto para um intelectual, que não sei se posso classificá-lo assim, quanto para uma simples pessoa querendo puxar assunto.

O blog pessoal do FRATER HENRIQUE, SJS, como página virtual particular, tem por direito a expressão de opinião. E o autor está de parabéns porque, ao contrário de suas críticas Anônimo, tem fundamentação argumentativa, inclusive na referência bibliográfica e eletrônica dos textos UTILIZADOS por ele - cuja autoria pertence, como citado em comentário anterior, ao Pró-Vida.

Se o conteúdo do Programa de Governo do PT, sobre o qual foi dirigida uma crítica, não lhe satisfaz como embasamento argumentativo, sentimos muito! Aqui então não há diálogo.

E eu nem considero sua atitude infeliz de ameaça a processo.

Diálogo (do grego diálogos [διά = através e λογόι = palavra, conhecimento), ou seja, entendimento através da palavra - vulgarmente "troca de idéias" -, só existe quando propõe-se algo, apresenta-se disparidades, e pode-se chegar a um outro ponto de vista.

Propomos a não promoção do PT, para os CRISTÃOS. Ou seja, quem é cristão ouça, e na lei da liberdade, faça. Quem não é, opine, desconsidere, mas não lhe diz respeito enquanto cristão. Nós cristãos somos absolutamente a favor da vida. Cultura de morte é experiência da decadência do humano. Os não-cristãos, então, podem mesmo até tirar proveito da nossa disponibilidade à vida, e também valorizá-la. Mas não os obrigaremos, e nem podemos. Entretanto, um CRISTÃO, por dever de estado - e por isso usamos "deve" - será realizado na sua liberdade enquanto pratica as virtudes de seu estado, que foi conscientemente aderido a si.

Me entende?

Agora, caso queira, exponha COM O MÍNIMO DE ARGUMENTO E DELICADEZA sua opinião sobre o artigo. Lembro, antes, que votar é para adultos, com exceção dos jovens de 16 à 18 anos. Seria interessante que sua opinião política também fosse adulta, como seu direito de voto - se é que o possui.

Ad Laudem Dei.
Jonathan T. Alves

Anônimo disse...

A igreja também deveria se preocupar em combater os constantes casos pedofilia nos seus quadros,isso sim é degradante e deixar de agir com hipocrisia,além da progressiva comercialização da fé.

Roberto Garcia disse...

Talvez o Sr. Anônimo antes de ameaçar o blog de processo, possa ter a coragem e a decência de se identificar, pois que moral ele tem de ameaçar o blog sem ao menos dizer seu nome?

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...