segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

"Que todos sejam um".


O termo católico vem do termo grego “katholikós”, o qual é a combinação de duas palavras: “kata” – concernente – e “holos” – totalidade; por consequência, “concernente à totalidade” ou “integral, abrangente”. De acordo com o Dicionário Oxford de Etimologia Inglesa, o termo católico surge de uma palavra grego cujo significado é “relativo à totalidade” ou mais simplesmente, “geral ou universal”.
            Universal é originado de duas palavras gregas: “uni” – um – e “vetere” – giro; por consequência, “girando ao redor de um” ou “transformado em um”. A palavra Igreja deriva do grego “Ecclesia”, a qual significa “aqueles chamados para socorrer”, como se convocados a serem sublimados e libertos do mundo para formar uma sociedade distinta. Então, a Igreja Católica é feita destes que foram convocados e reunidos numa visível e universal sociedade fundada por Cristo.
Entretanto, esta universalidade que falamos acima não é sinônimo de uniformidade. Pois, ao tomar a concepção paulina de Igreja, ao observamos como se fosse um “Corpo” e, sendo assim, formado de membros diversos. Na Igreja de Jesus há lugar para todos, sejam eles: dos tradicionalistas (“ultramontanos”) aos Carismáticos. O próprio Jesus afirma no Evangelho: Todo reino dividido contra si mesmo será destruído” (Mt. 12,25). Não dá pra entender pessoas como estas que lançam campanhas estapafúrdias em redes sociais, como o Facebook. Eles não têm senso eclesial, lhes falta internalizar aquela antiga expressão, cunhada por Santo Inácio de Loiola: “sentire cum ecclesia”. Isto é, “pensar com a Igreja”. É uma tremenda falta de respeito! Pessoas sectárias assim, não deveriam se autodenominar “católicas”. Não digo isto por não gostar do rito extraordinário, muito pelo contrário! Admiro profundamente esta riqueza da Igreja. Contudo, não dá cair no desrespeito, por isso é divisão, é diabólico.
Para nos dividir, já basta a ação do mundo. Tradicionais e carismáticos: vamos ser Igreja juntos!  Cada um respeitando o outro e unidos no amor de Cristo. Assim como o Senhor pede: Que todos sejam um, assim como tu, Pai, estás em mim e eu em ti, para que também eles estejam em nós e o mundo creia que tu me enviaste” (Jo. 17, 21).

Acima,  foto de uma "comunidade" do Facebook, feita por pessoas intolerantes que se dizem "católicas".

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...